A Radio que só toca top , a sua noticia em primeiro lugar ,

Menina de 13 anos que estava desaparecida é encontrada morta com sinais de espancamento em MT

Por Yasmin Oliveira e Bruno Borbolozo, Centro América FM e TV Centro América

 


Anna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, foi encontrada morta com sinais de espancamento em Sorriso — Foto: Arquivo pessoalAnna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, foi encontrada morta com sinais de espancamento em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal

Anna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, foi encontrada morta com sinais de espancamento em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal

Uma menina de 13 anos que estava desaparecida foi encontrada morta na madrugada desta quinta-feira (2) em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Anna Luiza Nunes do Carmo estava desaparecida desde a noite de terça-feira (31). Peritos afirmam que ela foi espancada com golpes de tijolo e madeira.

Ninguém foi preso até o momento e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Menina de 13 anos foi vista por câmeras antes de ser morta em Sorriso (MT)

A mãe da garota registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil na quarta-feira (1º). Ela contou à polícia que Anna Luíza foi para o quarto e dormiu. Na manhã do outro dia ela não foi encontrada na cama e havia desaparecido.

Câmeras de segurança registraram o momento em que a menina anda a pé pelas ruas. Aparentemente ela estava sozinha.

Anna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, estava desaparecida há 2 dias em Sorriso (MT) e foi encontrada morta em terreno baldio — Foto: Eduardo BarbosaAnna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, estava desaparecida há 2 dias em Sorriso (MT) e foi encontrada morta em terreno baldio — Foto: Eduardo Barbosa

Anna Luiza Nunes do Carmo, de 13 anos, estava desaparecida há 2 dias em Sorriso (MT) e foi encontrada morta em terreno baldio — Foto: Eduardo Barbosa

O corpo dela foi encontrado dois dias depois em um terreno no cruzamento da Avenida Los Angeles esquina com Avenida Curitiba, atrás de um ginásio.

Fotos da jovem foram divulgadas em grupos de rede social com o telefone da família que pedia informações.

A Perícia Oficial Técnica (Politec) esteve no local e informou que o corpo já estava no nesse terreno há mais de um dia e tinha sinais de espancamento.

“[Ela tinha] algumas lesões principalmente na cabeça na parte de trás. Muito provavelmente foi agredida por trás. Havia um pedaço de madeira e tijolos com marcas de sangue”, declarou o perito Luciano Nogueira.

Anna Luiza não estava com documentos, mas o corpo dela foi reconhecido pela mãe. Inicialmente os peritos não identificaram sinais de violência sexual.

A perícia deve fazer os exames necessários para comprovar a causa da morte da jovem.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.