A Radio que só toca top , a sua noticia em primeiro lugar ,

CIDADE FECHADA : Prefeitura desrespeita o próprio decreto e promove “festinha” com aglomeração Aripuanã-MT

 

Prefeitura desrespeita o próprio decreto e promove

Uma festa de aniversário para servidores da Prefeitura de Aripuanã (distante 1.203km de Cuiabá) causou revolta entre os moradores da cidade, que fizeram diversas denúncias e reagiram com repúdio ao ato, que contou, inclusive, com a presença do prefeito em exercício, Professor Adir (PL).

Nas imagens recebidas por Olhar Direto, aparece a imagem da festa, com muitas pessoas em uma sala pequena, sendo a maioria sem máscara e não respeitando o distanciamento exigido pelo Ministério da Saúde.

O que causa revolta nos moradores é que a cidade está com comércio fechado, feira paralisada e ninguém pode sair às ruas no período noturno, devido o decreto de isolamento social imposto pelo prefeito.

“O que o prefeito exige, ele não cumpre. Fez festinha para os servidores, todo mundo sem máscara, espalhando corona, e está tudo bem. Já o comércio não pode abrir. Ninguém pode trabalhar porque a doença está espalhando. Certas coisas eu não entendo”, disse um morador da cidade, que está com o comércio fechado e está indignado com a situação.

Outro morador está pedindo que o prefeito se explique, porque fazer festinha pode, mas trabalhar não pode. “Tem certas coisas que só acontecem aqui em Aripuanã”, disse.

Uma página do Facebook, denominada Aripuanã Mil Grau, escreveu: “Sai prefeito, entra vice, 2 casos confirmados de Covid-19, festinha na prefeitura, auxílio emergencial em análise… eu não aguento mais isso não”.

A reportagem entrou em contato com o prefeito, Professor Adir, mas ele se resumiu em dizer que foi uma atitude isolada e que irá se manifestar via redes sociais mais tarde. “Ninguém agiu com má intenção. Já fazemos isso todo mês e resolvemos fazer ontem. Mas foi uma atitude isolada. Por enquanto, não quero me explicar. Estou tomando pé da situação e mais tarde vou falar no Facebook”, comentou o prefeito.

Aripuanã foi uma das primeiras cidades de Mato Grosso a ter caso confirmado do Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Porém, atualmente são dois casos confirmados e alguns sob notificação, por conta de problemas com a respiração.

A cidade está com o comércio fechado, toda semana faz barreira sanitária e proíbe festas, eventos, cultos e missas, além de proibição de qualquer tipo de aglomeração pelas praças ou eventos com várias pessoas. Todas as medidas foram tomadas para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Atualmente o município tem 26 casos notíficados de Síndrome respiratória, 50 pacientes com isolamento domiciliar por apresentar sintomas da doença, 3 casos de pacientes internados aguardando notificações e um óbito causado pela Covid-19.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.